Ar retornando para a embalagem a vácuo - Orved Brock

Motivos Do Ar Retornar Para A Embalagem A Vácuo

Não coloque a culpa na sua seladora a vácuo…

Pelo menos as chances dela ser a culpada são muito baixas. Então, para você entender melhor vamos enumerar em ordem decrescente os principais motivos disso acontecer.

5º – Problema com a solda

Este é a única razão na qual a máquina a vácuo é responsável pelo retorno do ar para a embalagem. Caso a solda não tenha sido bem feita, o ar vai retornar pelos espaços que não foram soldados.

O teste para saber se esse é o motivo é bem simples: após acabado o processo da seladora a vácuo, espere 5 segundos e então tente abrir a embalagem pela solda. Como explicado aqui, você não pode conseguir abrir de jeito nenhum a embalagem pela solda, ela tem que se manter firme (pelo menos é assim que funciona com as nossas soldas, porém pode variar em outras marcas que utilizam soldas lisas).

4º – Legumes/frutas/verduras in natura

Estes alimentos têm a necessidade de respirar. Então, quando embalados a vácuo e passado um tempo, esses produtos começam a soltar um gás, deixando a embalagem com a sensação que o ar externo entrou, porém na verdade este é o gás produzido por esses produtos.

Com o armazenamento correto é possível evitar/atrasar esse processo, por isso recomendamos sempre deixar estes produtos refrigerados

3º – Problemas no transporte/armazenamento

Muitos clientes chegam até nós reclamando que algumas embalagens após chegarem nos distribuidores estão perdendo o vácuo. O problema pode estar no transporte ou armazenamento.

Tem que se ter cuidado para que as embalagens não estejam sendo jogadas ou dispostas em superfícies com cantos-vivos. Esses dois cenários podem possibilitar a criação dos micro-furos.

2º – Embalagens com micro-furos:

Em um lote de embalagens pode haver algumas que possuem micro-furos. Então, caso após realizar o processo com a sua embaladora a vácuo você perceba que para o mesmo produto algumas embalagens estão retornando o ar, este é um indício que algumas embalagens do lote estão “contaminadas”.

Para verificar, pegue amostras no dobro do inverso da proporção de embalagens com defeitos (por exemplo, se 10% das embalagens retornam o ar, pegue 20 embalagens, ou se forem 20%, pegue 10 embalagens). Com essas embalagens, embale produtos que você saiba que não possuam cantos vivos, como isopor por exemplo. Acompanhe essas embalagens e veja se alguma retornou o ar. Caso retorne, essa é a prova que o seu lote veio com problemas.

1º – Produtos com cantos vivos:

O nosso campeão não podia ser diferente. Alguns produtos têm cantos vivos, como é o caso de peixes (escamas/espinhos), legumes cortados em cubos ou pedaços de carne com osso. Por isso, embalagens finas têm problemas quando existe o choque mecânico da embalagem com o produto (aquele choque que deixa o produto prensado) e acaba criando micro-furos, que será por onde o ar vai retornar a embalagem.

A solução é simples, você só precisa adquirir embalagens mais grossas, ou seja, com uma micragem maior. E sempre fale e até mande fotos dos produtos que você vai embalar para a empresa que fornece as suas embalagens, dessa forma você vai evitar surpresas

Essas dicas são universais, então valem para todas as marcas de seladoras a vácuo 😉

Clique e entre em contato diretamente por whatsapp